Header Ads

Participe da “Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul” em Cosmópolis



Cosmópolis é uma das cidades participantes da 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, uma iniciativa inédita na cidade. As exibições e debates acontecerão na Biblioteca Municipal de Cosmópolis “Juca Kalil Aun”, de 22 a 24 de Janeiro, com início às 20h, através da Secretaria de Cultura e do Centro de Memória de Cosmópolis.

Com exibições em mais de 500 cidades brasileiras, a proposta é utilizar a linguagem cinematográfica para estabelecer um diálogo direto com a população. Um contato que valorize a diversidade e garanta o respeito aos Direitos Humanos em todo o país.

A 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos da América do Sul é uma realização da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República em parceria com o Ministério da Cultura. Tem produção da Universidade Federal Fluminense, patrocínio da Petrobrás e do BNDES, e recebe o apoio institucional da Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura, da Empresa Brasil de Comunicação e do Centro de Formação das Nações Unidas para o Brasil.


Confira a programação:

22/01 – Quarta-feira

Caixa d’água: qui-lombo é esse?

Everlane Moraes (Brasil, 2012, 15’)


O documentário “Caixa D’água: Qui-lombo é esse?” Relata, através de depoimentos de antigos moradores e de acervos fotográficos, a importância no âmbito cultural e histórico do bairro Getúlio Vargas localizado em Aracaju, capital de Sergipe. A ênfase é dada à cultura negra e à presença do negro escravo e seus descendentes, com o resgate de assuntos relacionados à sua origem, oralidade, localização geográfica e consciência de sua identidade racial, mostrando que, apesar dessa comunidade existir em uma área urbana, ainda mantém muitos aspectos da vida em quilombo dos antigos negros escravos do Brasil.

Doméstica

Gabriel Mascaro (Brasil, 2012, 75’)


O documentário propôs a sete adolescentes que filmassem as empregadas domésticas que trabalham em suas casas por uma semana. Depois, deveriam entregar o material bruto ao diretor para que este realizasse o filme com as imagens.Entre o choque da intimidade, as relações de poder e a performance do cotidiano, o filme lança um olhar contemporâneo sobre o trabalho doméstico no ambiente familiar e se transforma num potente ensaio sobre afeto e trabalho.

23/01 – Quinta-feira

Kátia

Karla Holanda (Brasil, 2012, 74’)


Kátia Tapety é o personagem central deste documentário. Nascida José, numa pequena cidade de 8 mil habitantes no sertão do Piauí, Kátia tornou-se a primeira travesti a ser eleita a um cargo político no Brasil. Por três vezes seguidas, foi eleita a vereadora mais votada do município e exerceu o cargo de vice-prefeita entre 2004 e 2008. Tendo construído uma família nos moldes convencionais – foi casada por mais de 20 anos com um homem e “mãe” de três filhos -, Kátia é uma senhora de quase 60 anos de idade que se faz respeitar em seu município, localizado numa das regiões mais religiosas e conservadoras do estado.

24/01 – Sexta-Feira

Brasília Segundo Feldman

Vladimir Carvalho (Brasil, 1979, 22’)


Os primeiros tempos de Brasília, no último ano de sua construção. Depoimentos de pioneiros e trabalhadores sobre aquele momento e as condições de vida dos candangos. A trilha sonora vale-se de gravações realizadas à época, emprestando especial colorido ao filme.

As Hiper-Mulheres

Takumã Kuikuro, Carlos Fausto, Leonardo Sette (Brasil, 2011, 80’) 


Temendo a morte da esposa idosa, um velho índio pede que seu sobrinho realize o Jamurikumalu, o maior ritual feminino do Alto Xingu, no Mato Grosso, para que ela possa cantar uma última vez. As mulheres do grupo começam os ensaios, enquanto a única cantora que de fato sabe todas as músicas se encontra gravemente doente. Documentário etnográfico sobre uma tribo indígena que parece viver numa época diferente da atual, é todo falado em dialeto local. Vencedor do Grande Prêmio do Júri e do Kikito de melhor montagem no Festival de Gramado.


*Informações cedidas pela Secretaria de Cultura



Serviço:

8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

22, 23 e 24 de Janeiro, às 20h. - ENTRADA FRANCA

Local: Biblioteca Pública Municipal "Dr. José Kalil Aun"

Rua: Antonio Carlos Nogueira, nº 1.277 – Bela Vista

Informações: 3812-3101

Email: culturacps@yahoo.com.br


Traga os amigos e a família!

Até a próxima, 

Saudações Hupe!
















Hupe Hupe Blog é uma idéia original de Mariana Sobreiro. Layout desenvolvido por Alex Coimbra. Tecnologia do Blogger.