Header Ads

E lá se vão 18 anos…

Antes de começar a leitura, sugiro que você clique no player abaixo e deixe a música tocando.


sennaLembro-me com poucos detalhes daquele momento. Era um domingo, como outro qualquer. E na TV, aquela corrida engraçada, com carros estranhos e coloridos. Eu tinha alguma noção do que representavam. Já havia controlado alguns daqueles carros no video-game. Mas dentre dantos, havia um piloto que eu sabia bem quem era…

1993[1]

E era estranho, pois aquele piloto parecia representar bem mais do que um esportista para todas aquelas pessoas. Aquele piloto, de cabelos ondulados, olhar sério e sereno ao mesmo tempo, parecia representar o sonho da vitória, à um país recém saído de graves problemas políticos.

collor

E eu, no meu pouco conhecimento de tudo, do alto dos meus 5 anos de idade, assistia a tudo com curiosidade. Gostava de ouvir as entrevistas que aquele piloto dava, embora eu não tivesse compreensão total de suas palavras.
Eu o admirava. Tinha revistas em quadrinhos dele. Conhecia toda a turma. Era fã mesmo, daqueles que ganhava uma revistinha por semana, e reclamava com o meu pai, se atrasasse um dia.

Revistas-do-Senninha

Hoje, 18 anos depois, tenho compreensão das palavras que eu ouvia, admirava e nem sabia direito o que queria dizer. Hoje, 18 anos depois, só compactuo com o grande sentimento que toda a nação sentiu: por que aquele dia tinha de ter existido? Por que?
E eu não poderia finalizar de outra maneira, se não deixando aqui algumas das frases mais marcantas que já ouvi este homem dizer. Ele não é Deus. Ele não é perfeito. Ele era humano. E isso é o que fazia ser tão admirado.

"Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá."
Ayrton Senna Da Silva

ADELAIDE GRAND PRIX

video pra matar a saudade!

Senna campeão mundial
Hupe Hupe Blog é uma idéia original de Mariana Sobreiro. Layout desenvolvido por Alex Coimbra. Tecnologia do Blogger.