Header Ads

Sessão HUPEpoca! Filme: O Lutador

Olá, querido leitor do HUPEpoca!

Muitas obras marcam as nossas vidas. Livros, filmes, músicas, sempre que feitos com a dupla "alma e coração", costumam tocar as nossas histórias, às vezes de formas inesperadas. E assim, me surpreendi com O Lutador.



Esse filme de 2008, dirigido por Darren Aronofsky (mesmo diretor do excelente e perturbador Requiem por um Sonho), será um desses que eu levarei pela vida toda como uma lição de sensibilidade.

Engana-se quem pensa que O Lutador é apenas uma história sobre os ringues. Ao longo dos seus 110 minutos, esse longa conta a história de Randy "The Ram" Robinson, um atleta de luta-livre que, após experimentar o gosto do estrelato, sente o peso dos anos que passaram, refletindo em sua carreira.


Randy (interpretado brilhantemente por Mickey Rourke), embora tenha sido um grande nome dos rigues há 20 anos, hoje luta em clubes pequenos, apenas para ganhar o dinheiro para a sua sobrevivência. Tornou-se um homem sozinho após abandonar a filha e priorizar a carreira e tem um único apego emocional: a prostituta Cassidy (interpretada por Marisa Tomei).

Mas tudo muda quando Randy, já velho para lutar e exigindo demais do seu próprio corpo, sofre um ataque cardíaco após uma luta. Impedido de voltar aos ringues, passa a ter uma vida "normal", trabalhando num supermercado, indo procurar a filha e buscando em Cassidy mais que apenas uma companhia.



E assim nos perguntamos: é essa a vida que ele levará até o fim de seus dias? Ou a falta de fazer a única coisa que sabia fazer na vida, irá matá-lo lentamente?


É nas nuances que o filme se faz memorável.
O visual de Rourke, choca, faz com que ele não se misture aos outros personagens, como uma entidade superior; A câmera de mão do diretor que faz com que tudo seja muito real, como se o telespectador se esgueirasse ao redor de Randy o tempo todo; A cena de Randy no seu primeiro dia no trabalho no supermercado, em que a trilha sonora é a de um ringue cheio de torcedores e o emocionante momento em que atende seus primeiros clientes, cheio de energia e simpatia, mas sem deixar de ter a luta na alma; A delícia de ver os bastidores dos "shows" de luta-livre, na sua forma mais prosaica; A fotografia e suas cores. A trilha sonora que conta com Firehouse, Scorpions, Bruce Spreengsteen e muito rock and roll de primeira. Os diálogos, cheios de frases de efeito e ironia. E que ironia!

De todas, essa é a palavra que define um filme que conta a história de um lutador em decadência que, piegas ou não, luta mais para sobreviver fora dos ringues, que dentro dele. Ironia define também o fato de que o ator principal do filme, Mickey Rourke, vive a mesma história, permeada por sucesso e decadência. Afinal, quem não se lembra do homem que era o sex symbol do final dos anos 80, após gravar o intrigante 9 Semanas e 1/2 de Amor?!


Talvez esse seja o segredo de um filme brilhante, emocionante, que mostra uma realidade crua, com um personagem central cheio de falhas. É impossível não gostar e torcer por Randy.

E no final, a pergunta que não cala: o que você faz, te define?


Segue o trailer do filme!



Ficha Técnica


Título original: The Wrestler
Gênero: Drama
Duração:1h55
Ano de lançamento: 2008
Estúdio: Protozoa Pictures / Saturn Films
Distribuidora: Paris Filmes
Direção: Darren Aronofsky
Roteiro: Robert D. Siegel
Produção: Scott Franklin e Darren Aronofsky
Música: Clint Mansell
Fotografia: Maryse Alberti
Direção de arte: Matthew Munn
Figurino: Amy Westcott
Edição: Andrew Weisblum

Prêmios



- Recebeu 2 indicações ao Oscar, nas categorias de Melhor Ator (Mickey Rourke) e Melhor Atriz Coadjuvante (Marisa Tomei).

- Ganhou 2 Globos de Ouro, nas categorias de Melhor Ator - Drama (Mickey Rourke) e Melhor Canção Original ("The Wrestler"). Foi ainda indicado na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (Marisa Tomei).

- Ganhou o BAFTA de Melhor Ator (Mickey Rourke), além de ter sido indicado na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (Marisa Tomei).

- Ganhou 3 prêmios no Independent Spirit Awards, nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator (Mickey Rourke) e Melhor Fotografia.

- Ganhou o Leão de Ouro, no Festival de Veneza.



Espero que você assista e goste tanto quanto eu gostei!

Até a próxima!

Saudações Hupe!
Hupe Hupe Blog é uma idéia original de Mariana Sobreiro. Layout desenvolvido por Alex Coimbra. Tecnologia do Blogger.